Programa de Monitoramento da Balneabilidade das Praias

 
O Programa de Monitoramento Balneabilidade das Praias visa o monitoramento da qualidade da água das praias do Estado, atendendo às determinações das Resoluções nº. 274/2000 e nº. 357/2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama). Trata-se de um instrumento da Semace para avaliar a evolução da qualidade das águas, em relação aos níveis estabelecidos para balneabilidade, de forma a assegurar as condições necessárias à recreação de contato primário.
 
O monitoramento envolve a classificação da qualidade da água quanto a sua balneabilidade em termos sanitários. As águas são avaliadas nas categorias própria e imprópria utilizando como parâmetro indicador básico a densidade de coliformes termotolerantes (ou fecais).
 

Fortaleza

Na capital, as coletas são realizadas semanalmente em 31 pontos, distribuídos em três setores:
 
Setor Leste – Compreendido entre a praia do Caça e Pesca e a praia do Farol; com 11 pontos de amostragem;
Setor Centro – Compreendido entre a praia do Iate e a praia em frente à Indústria Naval do Ceará (INACE), nas imediações do número 100, da Av. Presidente Kennedy, com 10 pontos;
Setor Oeste – Compreendido entre a praia do Marina’s Park Hotel, na Avenida Presidente Castelo Branco, Nº. 400, até a foz do rio Ceará, com 10 pontos.
 

Litoral leste e oeste

Quanto às praias do litoral leste e oeste do Estado, as coletas são realizadas mensalmente abrangendo 34 pontos, distribuídos em dois setores:
 
Setor Leste – Do município de Aquiraz até o município de Icapuí, com 17 pontos de amostragem;
Setor Centro – Do município de Caucaia até o município de Barroquinha, com 17 pontos de amostragem.