Semace divulga balneabilidade de praias de Fortaleza e do litoral cearense

29 de janeiro de 2021 - 11:44

Nesse período chuvoso, é importante que banhistas da orla fortalezense fiquem atentos e busquem sempre consultar o boletim de Balneabilidade da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace). Divulgado nesta sexta-feira (29/01), o documento da autarquia aponta o total de cinco praias próprias para a prática recreativa em Fortaleza.

O boletim apresenta 32 pontos que são monitorados pela Gerência de Análise e Monitoramento da superintendência. De acordo com o técnico da Geamo, Lincoln Davi, “a intensidade de chuvas podem contribuir para a deterioração da qualidade das águas das praias, já que grande quantidade de esgotos sem tratamento, lixo e outros detritos são carreados pelas águas através de galerias pluviais, córregos e canais de drenagem”, explica.

Na capital, os pontos próprios contemplam as praias dos trechos Leste, com três postos adequados (6, 8 e 9), e Centro, com dois (18 e 20). Ambos os trechos destacam praias como a do Futuro e do Aterro da Praia de Iracema.

Já o trecho Oeste, compreendido pela orla da Barra do Ceará e adjacências, apresenta todos os postos impróprios. Ainda na mesma localidade, o posto 31 não apresenta resultado por motivo de ocorrência de obras próximas que impedem acesso ao trecho.

A Semace também divulga a balneabilidade referente às demais praias do litoral cearense, com os pontos monitorados pelo órgão. Nele, o Litoral Leste, que traz postos do boletim que vão da Cofeco à Praia Redonda, passando por trechos de praias como Canoa Quebrada, Porto da Dunas e Iguape, se destaca por ter todas as praias próprias para banho.

O litoral Oeste, que traz praias como a do Icaraí, Cumbuco, Flecheiras, da Baleia e de Jericoacoara, apresenta boletim quase todo favorável, com exceções para as Praia da Taíba, que está imprópria, e para a praia da Lagoinha, que tem alerta da Semace por apresentar resultado inadequado, conforme o padrão exigido pela Resolução 274/2000 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama).

Semace adverte

Vários fatores podem influenciar na qualidade das águas, tais como: ligações clandestinas de esgotos, ocorrência de chuvas (que levam sujeira para o mar através das galerias pluviais), condições de maré, presença de animais, disposição inadequada de resíduos sólidos e adensamento urbano próximo.

A Semace recomenda que, antes de qualquer recreação ao mar, banhistas confiram o boletim de balneabilidade disponível no site da autarquia ou através do aplicativo Semace Mobile.

Clique aqui para ver o boletim da praias de Fortaleza

Clique aqui para ver o boletim da praias do litoral Leste

Clique aqui para ver o boletim da praias do litoral Oeste

Ana Luzia Brito
Assessoria de Comunicação da Semace

Foto: Lincoln Davi