Domingo, 22 de Outubro de 2017
Governo do Ceará

Órgãos do Estado

Acesso Rápido

O que você precisa?

Telefones Úteis

voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto

Coema conhece estudo sobre impacto econômico da degradação ambiental

O desmatamento é o maior causador de perdas para a economia, nas bacias dos rios Salgado e Acaraú, com 66% e 69% do Produto Interno Bruto das regiões, respectivamente. Os dados são da Avaliação do Impacto Econômico da Degradação Ambiental (AIEDA), realizado pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e apresentado, nesta quinta-feira (5), na sessão ordinária de outubro, do Conselho Estadual do Meio Ambiente.

O estudo avaliou o impacto econômico provocado pela degradação promovida pelas atividades econômicas e por efeitos naturais, nas bacias hidrográficas da Região Metropolitana de Fortaleza, Acaraú e Salgado, abrangendo 81 municípios. Os dados permitem ao Estado valorar o prejuízo da degradação em relação ao PIB e servem para a tomada de decisões nas áreas de conservação e de recuperação de ambientes degradados.

Poluição veicular

“Em entornos urbanos, os impactos da poluição veicular e industrial são muito relevantes, especialmente na bacia da Região Metropolitana de Fortaleza, onde tem um peso próximo de 25% dos custos da degradação ambiental”, afirmou a orientadora da célula de Mudanças Climáticas da Sema, Magda Marinho, que apresentou o trabalho.

“O investimento na melhoria dos aspectos avaliados nesse estudo e a diminuição da degradação ambiental evitariam a perda de milhões de Reais, que poderiam ser utilizados para diversos outros fins, como saúde, educação e o próprio meio ambiente”, completou.

Dados disponíveis

O AIEDA é parte do Projeto de Apoio ao Crescimento Econômico com Redução das Desigualdades e Sustentabilidade Ambiental (PforR). O levantamento abordou nove temas ambientais: escassez de águas, poluição de corpos hídricos pela ausência de saneamento, geração de resíduos sólidos, poluição atmosférica, degradação das terras agrícolas incluindo a erosão do solo, desmatamento, a perda da biodiversidade e desastres naturais.

A cartilha e compêndio do AIEDA estão disponíveis em: http://www.sema.ce.gov.br/index.php/codes/46515.

Alberto Perdigão
Assessoria de Comunicação da Semace
Twitter: @Semace
Facebook: semace.gov

Outubro  2017
S T Q Q S S D
   
  1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31  
WPEC is proudly sponsored by
True Media Concepts

SEMACE - Rua Jaime Benévolo 1400 Bairro de Fátima, 60050-155 Fortaleza, CE, Brasil - Ver localização no mapa

Horário de atendimento: 08:00 às 12:00 e 13:00 às 16:00 (Seg à Sex)

CALL CENTER: (0XX)(85) 3101-5518 ou 3101-5563 DISQUE NATUREZA: 0800 275 22 33 EMAIL: semace@semace.ce.gov.br

© 2010 - Governo do Estado do Ceará. Todos os direitos reservados.